quinta-feira, 13 de abril de 2017

Quantas vezes mais?


Gente.. o que tá acontecendo???.. Estamos somente olhando pra fora e vendo tudo errado... enquanto esquecemos de olhar pra nós e ver que estamos cometendo os mesmos erros, que julgamos menos importantes, só porque olhamos através de uma escala menor.
Qntas vezes não julgamos um absurdo o que está acontecendo com o mundo, em guerra, praticando a intolerância e sempre um querendo "ter mais" do que o outro? Enquanto brigamos pra simplesmente "termos mais" razão....
Qntas vezes vc não se pega brigando pq o outro expôs uma visão ou uma opinião que não bate com a sua, consequentemente vc não concorda e ainda quer mudar imperiosamente o pensamento do outro?
Quantas vezes queremos separar nossos grupo de interesse, dentre os que pensam como nós e os que não? Enquanto poderíamos aprender algo de quem não pensa igual, mesmo que para reforçar nossas certezas?
Qntas vezes xingamos e brigamos no trânsito, por uma simples fechada, enquanto poderíamos pensar que não sabemos da realidade do outro e nunca se sabe se ele corre pq está indo acudir alguém que necessita? (E porque não pensar sempre assim? Certamente, da sua parte vc já evitaria uma discussão).
Cada um tá criando uma guerra em seu próprio caminho... com ódio, intolerância, julgamento e ira.
E agora eu digo..
Quantas vezes vc parou pra meditar sobre o que vc tem feito pra mudar a guerra no "seu mundo"?
Qntas vezes mais, tanta coisa precisará acontecer lá fora pra vc entender que só depende de vc, aí dentro?

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Quando aqui eu não mais estiver...


Quando eu tiver que "ir"...
Não vai adiantar lamentar aquele abraço não dado
Não vou escutar seu pedido de perdão daquela vez que me magoou
Não vou receber sua mensagem no Whatsapp, nem nossas lembranças do Facebook
Não vou estar te esperando para prestigiar meu sucesso
Nem receber seu convite para comemorar suas conquistas
Não estarei aqui para dar os conselhos há tanto tempo guardados
Não poderei contar com seu ombro amigo
Não farei parte do seu presente, muito menos do seu futuro.
Então, já que podemos viver o presente, por que planejar ou ficar esperando um futuro incerto para fazer algo que, quando eu não estiver mais aqui, você se arrependerá de não ter feito?
Viva o hoje e quando quem você ama, tiver que "ir", você terá a certeza de ter dado o seu melhor e ter recebido o melhor de quem se foi, no tempo em que lhes foi dado.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Amor de verdade

Dizem que só sabemos o que é amor de verdade quando se tem um filho. Não posso acreditar que Deus tiraria de mim, a única chance de saber o que seria esse amor "de verdade".
Tive a chance de ter uma fagulha dentro de mim, da idéia de como seria esse amor, não completa certamente, porque não pude viver mais do que o tempo que nos foi dado.
Sabem o que é o amor de pais para filho quem de fato se torna pai ou mãe, mas não me façam acreditar que é a única e mais sublime forma de amar.
Amar por si só já é sublime. E falo de amor de verdade, daquele que pode ser possível de qualquer forma, entre pais e filhos, entre casais, amigos, entre humanos e seus animais, parentes.... Quem nunca viveu um tipo específico de amor não pode dizer sobre ele, mas quem o viveu, não pode dizer que é o mais sublime pelo rótulo que leva, mas sim pelo sentimento verdadeiro de ser amor de verdade.
Sublime tem que ser a entrega, sem comparações, sem rótulos.
Uma pessoa que adota um filho, o ama e ponto, nem mais nem menos do que a pessoa que o gerou. É amor! Amor não se define, se sente. Muitos são pais e não sabem o que é esse amor. Esses tem filhos por obrigação, costume ou por acaso.
Eu amei muito na minha vida, amo e sempre amarei... enquanto eu viver será o que me motiva.
O maior amor que tenho na minha vida é justamente por ela.
*
Be

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Como não amar?

O melhor de tudo, é viver a vida ao máximo e mesmo não tendo você ao meu lado, imaginar em cada momento que vivo e a cada cena que visualizo, você ao meu lado, porque você amplia minha percepção das melhores coisas da vida...
*
*
*
By the way...
You are one of the best!


sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

O melhor de mim


Em minha vida convivi com pessoas que pude trocar e aprender o melhor.
Tirei de cada vivência e relação, o melhor que cada um pôde me proporcionar, mesmo sem a consciência disso.
Das coisas que vivi, não me arrependo de nada e não mudaria nada. Vivo intensamente cada momento, cada história e aprendizado. E cada tempo que passa, sinto que só melhora.
O que defino hoje pra mim como o que quero, é o melhor, pois é assim que me dôo.
Sou intensa e inteira a cada momento que vivo. Só quero aquilo de quem se dedica no melhor de si e tira o melhor de mim.
Se você não tirou o melhor de mim e muito menos descobriu o melhor de ti, azar o seu e sorte a minha, que independente da sua intenção, a minha foi sempre a da evolução.
Cresço a cada tropeço e é assim que me fortaleço. Posso não ter tido o dia mais incrível da minha vida, mas só de estar viva e ter a opção de tirar o melhor de cada dia, já me faz ter todo dia, o melhor dia da minha vida.



quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Vai-Be...


"...E se for pra ser assim, prefiro que SEJA!!"

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Meu mundo no meu canto



Aqui exponho meus pensamentos, sentimentos e vivências. Não mostro o que não sou e nem acho que  deveria mostrar algo pra ninguém. Exponho-me para mim mesma, pra relembrar tudo que passei e tudo que passou e valorizar o que ficou. Quem me ama e eu amo também, muito me interessa que saibam quem sou e como estou. Muitas vezes no meu canto ninguém sabe de mim e nesse canto existe tanto de quem sou...
Quero te trazer pra mim e levar-me pra ti.

Tempo

Seremos velhos pelo tempo, mas o tempo sempre será novo para nós. O passado não volta, o tempo não repete. O que pode parecer igual, na verdade é você, que nada mudou.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Vem!


Chega pra cá, me olha nos olhos e deixa eu fazer o que sei que fazemos de melhor... virarmos um só.


sábado, 21 de novembro de 2015

Fui!

Eu não sabia o que eu NÃO queria até conhecer você!

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

homens... (minúsculos)


Sigo o instagram @cafajestando e não sei se rio ou se choro... Claro, brincadeiras à parte, tudo é válido, mas convenhamos que muitos pensam exatamente daquela forma. Esse perfil faz o maior sucesso entre os homens (desses com h minúsculo mesmo), que trata de colocar a mulher no papel mais ridículo e absurdo de dependentes da atenção deles. Cheio de virilidade e testosterona, eles se acham a última bolacha do pacote e estão sempre indisponíveis para o amor... AMOR??? Que coisa mais brega, fora de moda e ingênua... Pra eles, esse sentimento está associado a baixar a guarda e mostrar um lado sensível e suscetivel demais. Como se amor fosse coisa de mulher ou de homem frouxo. Eles bancam os solteirões convictos e elas fingem que está tudo ok serem tratadas daquela forma. É um tal de não tô nem aí pra todos os lados, que ninguém fica do lado de ninguém por mais do que algumas ou uma noite apenas. Ninguém se aprofunda em conhecer ninguém, basta atingir o propósito e está tudo certo, partem pra outra. Não se interessam em conhecer a história do outro e muito menos fazer parte, mesmo que pequena, porém que signifique algo.
Aprofundar na intimidade então, nossa, pelo amor de Deus, perder minha liberdade?!?!?
Admirar do mesmo? ... Com tantas opções por aí pra testar... Impossível!
Será que conheceram a pessoa que acham que conheceram? Será que mostraram quem são, além do que podem proporcionar por uma noite? Será que descobriram todas as mulheres que podem existir em somente uma?
Quem tem história, sabe o valor do que viveu e está pronto para criar novas, ao invés de ser mais um na lista do outro.
Na verdade, estes homens têm medo de mostrar a si próprios. Não são eles que não permitem que elas mostrem quem são, mas sim, eles que não tem mais nada a acrescentar, daquilo que já ofereceram. E diminuem o valor deles mesmos, esperando delas muito menos do que elas poderiam "dar".
Be


Aprendendo a viver


"... E é por isso que morremos... Para aprendermos a viver de verdade."

quarta-feira, 22 de julho de 2015

100% Eu





Nenhuma história termina quando termina de fato, existiu todo um processo até chegar ali... Mas não vim falar de fins e sim de começos...
Nunca nos damos conta de quando uma história começa de fato, porque ela nunca começa no dia em que "aparentemente" começou.
Acontece o primeiro contato, seja por um acaso ou pela busca e até que não aconteça uma abordagem mais interessada das partes, a outra pode nem despertar para o desejo da possibilidade de algo mais. Sempre existem as expectativas que podem ou não serem correspondidas e tem sempre um lado que se entrega ou se abre mais ao que pode acontecer. É o tal joguinho, de doses homeopáticas ou de overdose de quem se doa mais ou se entrega menos.
Se a parte interessada não tiver espaço para, mesmo que pequenas, demonstrações, não haverá começo de nenhum lado. E não tô falando de histórias que um lado só cisma que tem chance de acontecer. Falo daquele interesse de ambos os lados, mas disponibilidades, frequências e momentos diferentes, que acabam minando qualquer possibilidade.
Tem quem vê grande potencial para uma história começar, mas prefere abdicar em nome do medo, ou até pela preferência de seguir superficialmente em algo que dê menos trabalho. Porque pra começar uma boa história, não se pode esperar, tem que agir e muito menos pode recuar, tem que se jogar.
Não me permito deixar de viver uma história por pensar que pode acabar, ou por pensar que dá trabalho... O que dá trabalho é viver de pequenas histórias. E não digo "pequenas" pelo tempo que duram, mas pela entrega que se dedicam e pela abertura que se permitem. Já li livros com histórias incríveis de poucas páginas e outros que de tão extensos, densos e enrolados, fechei sem terminar.

Prefiro ser 100% em um momento, do que 1% em uma vida.

Be
*
*
*
Ahh.. e eu não vim dizer da minha história com ninguém... vim falar da minha. Minha história já é linda, mas alguém só vai entrar na minha história se for pra deixá-la mais linda.
(Não é tão fácil assim... eu não empresto meus livros para qqr um).
;) 


quarta-feira, 15 de julho de 2015

Até onde mesmo??


Quero um amor pra ser meu sem deixar de ser dele e saber dividir bem essa tarefa, pois só vou entregar meu coração para quem souber me ter, sem eu deixar de ser minha.
Quero entregas especiais, de quem tem algo a oferecer, além de míseras trocas que se bastam em uma noite só.
Quero alguém aberto para que eu o conheça e ele a ele mesmo. E que eu possa ser isso tudo também. Porque só acredito em relações que ambos cresçam e evoluam juntos.
Até que, se assim não for, que a própria vida nos separe...

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Reticências ...


Fato que amo Martha Medeiros e alguns dos meus textos foram baseados em leituras dela, das quais não me contive em somente ler.
Me identifico com mulheres assim, que expõem sua alma, aliás, com qualquer pessoa assim... Não que pessoas mais contidas não me encantem, pelo contrário, eu tão questionadora, adoro um certo mistério... e acredito que todo ser contido é uma alma pronta a ser escancarada.
O título de um texto dela diz: "Uma mulher entre parênteses" (recomendo - no livro que está na foto "Feliz por nada"). Claro, não pude deixar de analisar...
Os espaços fechados, as abreviações, falar baixinho, não consigo me definir dessa forma fechada, como num parênteses. O que me define são as reticências...
E se for pra explicar...
Vou deixar que as "reticências" falem por mim...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...